24 agosto 2010

ensaio versos em espanhol engulo a seco consoantes confundo bês com vês arrisco passos no escuro do seu tablado. mas me confundo todo não sei métrica cruzo as pernas em um traçado caótico prometo poemas que nunca serão lidos.

2 comentários:

mattkane disse...

Flávio Borgneth me ensinou que homens sérios não dançam. Ou seria "homens sóbrios não dançam"? sei lá... rsrsr

mostra a essa dançarina com quantos paus se faz uma castanhola.

abraço

Mariana disse...

"A bailar, a bailar, a bailar alegres sevillanas
todo el mundo a bailar, a bailar, a bailar,
ven conmigo a bailar.

La feria se ilumina con tu belleza.

Baila, bajo un mantón de luces
tu gracia reluce baila sevillanas.
La noche con tu pelo, misterioso velo
de una raza antigua gitana."